Buscar

Metodologia inovadora permitiu avaliação de projeto de apoio à Gestão Municipal do SUS

Saiba mais como a expertise da Tr3s para o Hospital Alemão Oswaldo Cruz (e parceiros) fortaleceu o novo triênio do "Rede Colaborativa"


Moramos em um país diverso, em que cada região possui diferentes desafios, especialmente no que se refere à saúde. Por isso, é importante que existam articulações que garantam a boa gestão da área e construam uma relação de diálogo e aprendizado entre instituições, como no caso do “Rede Colaborativa para o Fortalecimento da Gestão Municipal do SUS”, de responsabilidade do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério da Saúde, o CONASS( Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e os COSEMS (Conselhos de Secretarias Municipais de Saúde), por meio do PROADI (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS).


O “Rede Colaborativa” capacita uma gama de profissionais ligados aos COSEMS, chamados de apoiadores, e oferece o suporte (técnico e político) necessário dentro dos estados, atendendo às necessidades locais e fortalecendo a relação entre gestores municipais de saúde.


Foi em 2020 que a Tr3s aplicou sua expertise nesta iniciativa, sendo chamada pelo HAOC para analisar os resultados do projeto e formular recomendações que colaborassem com sua sustentabilidade no próximo triênio (que vai até 2023). Para isso, a Tr3s aplicou seu conhecimento, sendo a primeira etapa a estruturação da Teoria da Mudança. Nela, foi desenhado todo o escopo do programa, com clareza da atuação e dos resultados esperados.


Em seguida, foram organizados grupos focais para conversar com apoiadores e coordenadores estaduais, para que eles contassem suas visões e planos. Depois, foi pedido que os 200 integrantes do projeto registrassem suas atividades em um diário, ao longo de duas semanas, o que serviu para consolidar as percepções e entender a dedicação às atividades relacionadas ao “Rede Colaborativa”.


Essas ações mostraram de que maneira o projeto estava se desenvolvendo para atingir seus objetivos. Foram elaboradas, ainda, uma matriz SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) e uma matriz de riscos, que contribuíram para que o projeto pudesse se consolidar.



6 visualizações0 comentário